Livro-Caixa para Médicos: boas práticas para pagar menos impostos

Tempo de leitura: 3 minutos

Livro-Caixa

Organizar finanças, manter o controle das receitas e despesas atualizados e ter um bom planejamento tributário são atividades fundamentais para quem busca economizar com o pagamento de impostos e aumentar o faturamento.

No entanto, muitos ainda desconhecem as boas práticas contábeis que podem auxiliar nesse processo. No artigo de hoje, vamos falar sobre um documento fundamental para o processo de escrituração contábil na área médica: o Livro-Caixa.

No entanto, antes de aprofundarmos nos detalhes do dessa prática contábil, responda essa pergunta: você sabe o que é o Livro-Caixa e como ele pode ser utilizado?

O que é Livro-Caixa e como ele pode ser utilizado?

O Livro Caixa é uma prática contábil utilizada para registrar todas as entradas e saídas monetárias em ordem cronológica das despesas relacionadas à atividade profissional. 

Essa prática pode ser utilizada por médicos que atuam como profissionais liberais e que possuem rendimento de trabalho não assalariado, e também pode ser adotado por médicos que possuam empresas.

O principal objetivo do Livro-Caixa é dar clareza às movimentações financeiras retratando uma realidade momentânea, não levando em consideração entradas ou saídas financeiras futuras. Com ele, é possível dinamizar diversos compromissos fiscais, como, por exemplo, a declaração do imposto de renda. 

Como funciona a gestão do Livro-Caixa?

A gestão do livro-caixa para médicos é bem simples e, para usá-lo, é necessário:

  • Fornecer a data do registro de cada movimentação;
  • Realizar uma breve descrição da movimentação financeira;
  • Registrar o valor das entradas ou créditos, assim como das saídas ou débitos;
  • Registrar o saldo final do período.

Com essas informações você ou o contador responsável pela gestão da sua clínica terão o domínio da situação financeira, o que impedirá que imprevistos aconteçam.

E quais as despesas podem ser deduzidas no Livro-Caixa?

São dedutíveis no Livro-Caixa todas aquelas despesas consideradas de custeio, desde que sejam essenciais para o exercício da atividade principal do médico. Entre as despesas que podem ser deduzidas estão:

  • Despesas com aluguel e condomínio do imóvel utilizado para o exercício profissional;
  • Gastos com energia elétrica, água e telefone;
  • Materiais diversos utilizados para atendimento em consultório ou procedimentos;
  • Despesas necessárias para a participação em congressos e seminários (passagens, hospedagem, deslocamento, alimentação e até mesmo a inscrição);
  • Despesas com cursos de atualização, desde que comprovadamente necessários para que o profissional autônomo exerça sua profissão,
  • Gastos com marketing e despesas feitas para divulgar o serviços oferecidos pelo médico em seu consultório;
  • Aquisição de livros, equipamentos e softwares;
  • Honorários contábeis e advocatícios;
  • Contribuição a sindicatos, cooperativas, associações e conselhos;

Quais os benefícios da utilização do Livro-Caixa para médicos?

A utilização do Livro-Caixa traz duas grandes vantagens para os médicos. A primeira é a otimização da gestão financeira, já que com a utilização desse instrumento o profissional terá de forma detalhada e em tempo real a situação das finanças da empresa, o que evita possíveis erros ao deduzir esses dados à Receita Federal.

A segunda grande vantagem, e talvez a mais importante, é a possibilidade de utilização do Livro-Caixa na apuração do Imposto de Renda, o que permitirá a redução do valor do imposto de renda a ser pago ao fisco.

Gostou do post? Compartilha esse conteúdo com quem precisa dessas informações.

Ficou com alguma dúvida? Chama o nosso time de especialistas clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *