Você considera a sua remuneração justa?

Tempo de leitura: 4 minutos

Se sua resposta for não, tudo bem! Você não está sozinho nessa. A Afya, o maior ecossistema de educação em saúde e health techs do Brasil, fez uma pesquisa com 2.869 médicos, de 11 tipos de especializações diferentes, e a resposta majoritária desses grupos foi que eles não consideravam a sua remuneração justa.

Por isso, de acordo com a pesquisa Panorama Financeiro do Médico 2021, nós

trouxemos neste artigo algumas informações sobre a situação financeira dos médicos: sua faixa salarial, lucro, rendimento por especialidade e mais. 

Quanto é a renda mensal de um médico?  

A realidade salarial do médico pode variar bastante, podemos ver profissionais que ganham até 5 mil reais a outros que recebem mais de 40 mil reais por mês. Portanto, falando da renda líquida, podemos definir que 18 mil seria a média entre os pesquisados. 

Existem também os médicos que trabalham com formas complementares de renda. Na pesquisa da Afya, 59,4% dos profissionais declaram ter investimentos, embora não especifiquem qual o tipo. Porém, 80,4% não têm outra fonte de renda que não a medicina.

Qual a faixa de renda líquida mensal por formação?

Uma das questões que mais influi na renda mensal dos profissionais da medicina é o grau de formação.Os médicos especialistas possuem a maior renda, média de R$ 22 mil, se comparados aos médicos generalistas, média de R$ 16 mil.

Uma diferença de aproximadamente R$ 6 mil entre ter ou não especialidade. Durante o período de especialização, a média salarial do médico é bem menor,

dado que precisa se dedicar mais aos estudos. 

Qual a evolução salarial média na carreira por ano de formação?

Nos primeiros anos de formação, a média da renda do médico generalista é maior em relação à do médico em especialização (pós-graduação ou residência). Conforme o médico especializado conclui sua especialização e avança na carreira, por volta de 6 a 10 anos de formado, ele já passa a ganhar mais que o generalista. 

Com o passar do tempo essa diferença aumenta, já que a essa altura, o generalista já ganha o valor auge para a carreira (ou próximo a isso). Por fim, o médico especialista parece atingir o auge salarial por volta de 16 a 20 anos de formado, ou seja, aproximadamente 10 a 15 anos após sua especialização.

Diferença salarial x Formação

A pesquisa da Afya notou que a diferença salarial parece estar mais atrelada ao grau de especialização do médico do que propriamente ao tipo de trabalho que exerce no dia a dia. 

Com exceção dos médicos que trabalham em clínicas da família ou unidades de atenção básica, em que a progressão salarial é menor com a especialidade, nos demais campos de trabalho, a progressão média é semelhante. Confira no gráfico abaixo:

Tipo de formação x Local de trabalhoMédicoresidente oupós-graduandoMédicogeneralistaMédicoespecialistaDiferença daespecialidade(Especialista xGeneralista)
Ambulatório oupoliclinica privadaR$ 12.079,01R$ 17.223,93R$ 21.470,41R$ 4.246,48
Consultório particularR$ 13.394,68R$ 20.161,72R$ 23.797,40R$ 3.635,68
Clínica da família ouunidade de atençãoR$ 12.618,81R$ 15.412,53R$ 16.120,09R$ 707,56
Emergência ouunidade de prontoatendimentoR$ 12.478,75R$ 17.581,96R$ 23.188,42R$ 5.606,46
Centro de terapiaintensiva ou similaresR$ 12.681,43R$ 20.103,75R$ 25.455,88R$ 5.352,13
Dados: Pesquisa Panorama Financeiro do Médico 2021 – Afya

O quanto seria justo receber a mais por mês?

A grande maioria dos médicos, aproximadamente 75% deles, não consideram justa a sua remuneração. Nota-se que os residentes (88% não concordam com a sua remuneração) e os médicos de família (83,1%) são os menos satisfeitos com seus salários. Os generalistas (67,6%) são os mais satisfeitos.

Perguntados sobre o quanto a mais seria justo receber, a maioria dos médicos, cerca de 38% dos que responderam a pesquisa, qualificam como correto ganhar em torno de 45% a mais do que recebem atualmente.

Renda x Despesa

Aproximadamente 50% dos profissionais da medicina não conseguem poupar nada por mês ou poupam menos de 10% da renda líquida, demonstrando a dificuldade que o médico tem hoje em poupar dinheiro. 

Entretanto, notamos que, a partir de 10 mil de salário, o percentual de economia mensal do médico se mantém estável para todas as faixas salariais, demonstrando que o médico costuma adequar seus gastos a sua renda.

Como a Conta Médica pode ajudar?

Hoje temos que mais da metade dos médicos, cerca de 51,5%, são contratados com regime PJ, seja em seu próprio consultório ou como modelo de contratação em hospitais e clínicas.

Essa modalidade de trabalho traz uma série de demandas financeiras como emissão de notas fiscais, pagamentos de impostos, apuração e etc. Portanto, se você se encontra nessa situação e deseja melhorar a sua saúde financeira, a CM pode te ajudar! Nossos serviços visam a desburocratização da vida dos médicos, automatizando os processos financeiros diários e aumentando a sua renda líquida.

Entre em contato conosco hoje mesmo e saiba mais sobre os serviços da Conta Médica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.